Archive

Arquivos de tag para " Astrologia "

Alinhamento Planetário de Julho / Agosto de 2016

Estamos vivenciando um fenômeno astronômico muito importante: o alinhamento dos cinco planetas visíveis no céu, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno. O processo começou no final de julho e estará em seu ápice no dia 27 de Agosto, permanecendo visível ate meados de setembro.

É possível vê-los olhando oeste, no início da noite, por volta das 18:00. Eles formarão uma linha percorrendo o céu em direção ao leste.

No dia 27 de agosto Júpiter estará próximo ao horizonte, formando uma conjunção com Vênus, separados apenas 4′ o que dará a impressão de serem um astro só.

Por si só a observação deste fenômeno astronômico é um espetáculo imperdível. Mas seria interessante ver quais seria as implicações astrológicas. Uma conjunção Vênus e Júpiter é bastante importante, só para começar.

Astrologicamente

Escolhi fazer só a análise do céu, a partir do dia do ápice do alinhamento, na cidade de São Paulo e o horário das 18:00 para traçar o mapa.

Observem o mapa, traçado pelo programa What Watch. Salta aos olhos a conjunção tripla formado por Mercúrio, Vênus e Júpiter e a conjunção Marte e Saturno.

mapa 28 8 2016 a

Uma coisa que dá o que pensar: no mesmo momento os dois benéficos estão em conjuntos entre si (e com Mercúrio dando uma forcinha), bem como os dois maléficos.

Vamos ver os outros aspectos envolvendo esses cinco planetas. De uma rápida análise vemos:

  • O Sol em quadratura com Saturno e Marte conjuntos
  • O Sol em oposição a Netuno
  • A Lua em trígono com Netuno
  • A Lua em oposição a Plutão
  • A Lua em quincúncio com Saturno e Marte conjuntos
  • Saturno e Marte conjuntos em quadratura com Netuno
  • Quincúncio de Urano com a conjunção tripla Mercúrio, Vênus e Júpiter
  • Uma quadratura de Urano com Plutão
  • Há uma grande quadratura envolvendo o Sol, a conjunção Marte/Saturno e Netuno

mapa 28 8 2016 c

Na conjunção, Mercúrio está em seu domicílio, Vênus está em queda e Júpiter em exílio. Apesar de serem planetas benéficos, Vênus e Júpiter não estão bem posicionados, com sua energia diminuída. Ambos os planetas estão associados à prosperidade, o que indica um momento de baixa pronunciada, aliviada por Mercúrio, que se adapta às energias positivas de ambos. É como se Mercúrio, anfitrião, acolhesse os visitantes que estão desambientados, tentando fazer com que sintam em casa.

Júpiter na astrologia mundana representa a Justiça em sentido amplo, ou a instituição da Justiça em sentido restrito. Enquanto Júpiter estiver em Virgem, a Justiça estará bastante enfraquecida. Processo judicias no período tenderão a ser mais lentos que o costume e pode haver injustiças. Mercúrio funcionará como um bom advogado.

Já a conjunção Marte / Saturno por si só representa encrenca e nenhum deles está em exílio ou queda. Por outro lado não estão em domicílio ou em exaltação. Menos mal.

mapa 28 8 2016 b

Na astrologia mundana este tipo de conjunção normalmente é associada com golpes antidemocráticos, ataques terroristas, revoluções, invasões militares, endurecimento de regimes autoritários e desastres envolvendo construções humanas, como barragens, pontes e ferrovias. Para piorar a situação, o Sol, representando o governante, está em quadratura com a conjunção Marte / Saturno, ou seja, o governo, seja quem for, está em maus lençóis. A combinação disso com Júpiter e Vênus enfraquecidos não pode resultar em coisa boa. Estes dois planetas combinados com Mercúrio podem indicar uma resistência intelectual grande e importante aos possíveis golpes, mas ineficaz.

Vamos ver como anda o povo, ou seja, a Lua. Ela faz um quincúncio com a conjunção Marte Saturno. Este quincúncio é de natureza regenerativa, já que a Lua saiu de uma oposição com estes dois planetas no dia 25 de agosto. Ou seja, “o pior já passou” ainda, que haja algum estresse. Mas pelo andar da carruagem, o pior pode já ter acontecido no por conta desta oposição à conjunção Marte / Saturno!

Temos um trígono Lua / Netuno. O que aparentemente seria um bom aspecto – um indicativo de criatividade – na atual conjuntura não parece saudável. Netuno é o planeta da Ilusão. Um povo iludido não parece ser uma coisa boa num momento crítico como vem sendo retratado até agora.

E Marte / Saturno está em quadratura com Netuno. Isso simplesmente indica um choque de realidade duro e violento no povo que está iludido.

A Lua também está em oposição a Plutão, o que indica uma explosão emocional que pode coroar tudo isso como uma revolta popular de curta duração, sufocada rapidamente.

E Urano e Plutão estão também em quadratura. A quadratura do revolucionário Urano com o transformador Plutão, que vem regendo a humanidade desde 2009, causando estragos nas economias e na política do mundo todo e ficará nos atormentando até 2019. A base perfeita para o desenrolar do caos previsto até aqui.

Por fim a grande quadratura envolvendo o Sol, a conjunção Marte / Saturno e Netuno. O ponto focal é justamente a conjunção. E ela está em Sagitário. Este será o desafio que nos foi proposto: superar as ilusões e enfrentar a realidade da grande mudança que está acontecendo, com a criatividade de Netuno, a força e coragem do Sol e a sabedoria de Sagitário.

Alinhamento dos Planetas em Janeiro e Fevereiro 2016

Ceu 31/01/2016 Stellarium

Imagem obtida pelo programa Stellarium

Durante um mês, que começou dia 20 de Janeiro e terminará dia 20 de fevereiro, os cinco planetas visíveis a olho nu – Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno – estarão formando uma linha nos céus. Esse fenômeno é astronomicamente relevante, esteticamente belo, porém não é astrologicamente espetacular. Não se trata de uma conjunção juntando os cinco planetas visíveis, mas apenas estarão alinhados no céu.

Ceu 31 01 2016 astrologia What Watch

Céu 31 01 2016 do ponto de vista Astrológico

 

Observe o mapa do dia 20 de janeiro. Os planetas alinhados não formam aspectos significativos entre si, com exceção de Mercúrio, que já está em conjunção com Plutão, aproximando-se de uma conjunção com Vênus. A conjunção entre Mercúrio e Plutão traz facilidades na comunicação, tornando intensa a vida social, como também escândalos e maledicência, tanto a nível do indivíduo, como coletivo. Basta abrir os jornais para ver. Uma conjunção de Mercúrio com Vênus traz a diplomacia para centro dos acontecimentos. O tumulto que estamos vendo agora tenderá a se amainar, assim que as influências desta conjunção próxima se façam sentir.

Entretanto, no dia próximo dia dois de fevereiro teremos algo bastante digno de nota, astrologicamente falando. Uma conjunção quádrupla entre Lua, Vênus, Mercúrio e Plutão. Ela não é perfeita, já que Mercúrio está 5 graus distante. Numa situação destas, na minha opinião, é lícito considerar o orbe de Mercúrio (10º) e aproximá-lo desta conjunção, dada a capacidade deste astro de absorver as características dos planetas em que entra em contato. Mercúrio receberá toda esta influência e a propagará por onde andar, fazendo seu papel de mensageiro.

Astrologia 02/02/2016

Conjunção Quádrupla em 02/02/2016

Estes quatro astros estarão sobre o signo de Capricórnio, um signo de Terra, o que trará excesso deste elemento para o mapa como um todo. Isso significa estabilidade, determinação, mas também teimosia. Enquanto durar o excesso de Terra, as coisas dificilmente mudarão.

Capricórnio traz a razão sobre a emoção, que não significa que elas estejam ausentes. O amor estará centrado na construção do futuro, do tipo “quem casa, quer casa”. A raiva e o ciúme se transformam em vingança. Uma vingança planejada com cuidado.

Excesso de Terra 02/02/3016

Há visivelmente excesso de Terra no céu de 02/02/2016

 

A Lua contudo aumenta o emocional e em conjunção com Mercúrio bagunça esta pretensa racionalidade, já que esta conjunção faz com que o emocional seja mascarado por uma argumentação racional, como se estivéssemos justificando uma ação impensada por meio de uma desculpa pretensamente racional. Como temos Plutão presente, isso será coletivo. Cuidado com lideranças com fala muito emotiva. Alerta: neste momento estamos propensos a acreditar em discursos baseados em emoções, como exaltação ao nacionalismo, ódio a povos, culturas e ideologias.

Temos também a presença de Vênus. Vênus e Lua em conjunção trazem instabilidade pra as relações familiares. Felizmente Mercúrio esta aí para trazer diplomacia. Mas, cuidado com a manipulação, o lado negativo desta diplomacia. E Plutão agrava a questão de ciúme. Muitas discussões familiares rodearão tema. E, como já foi advertido anteriormente, tudo isto está ocorrendo em Capricórnio, que racionaliza todas as emoções. Cuidado com a vingança. Ela pode partir de uma ação sua, com resultados não desejados permanentes que precisam ser ponderados (uma vingança por ciúmes pode redundar em divórcio) ou você ser vítima dela. As pazes podem ser apenas aparentes. Melhor se preparar para o pior. Em nível coletivo, acordos podem ser desfeitos, alianças políticas quebradas e os resultados podem não ser bons para os envolvidos de qualquer lado.

O que fazer então? A Astrologia como qualquer oráculo traz uma informação que tem que ser trabalhada para ser transcendida. Os astros trazem influência como as nuvens trazem chuvas. Alguns vão se abrigar delas, outros terão capa e guarda-chuva e outros vão se molhar. Dos que vão se molhar, alguns não vão gostar e outros vão achar divertido. O serviço de meteorologia já fez a previsão. Levou ou não o guarda-chuva?

Previsões Astrológicas para 2016

urano-netuno-plutao-astrologia-transpessoais

A Astrologia Mundana – assim chamada por se referir a acontecimentos mundiais – busca fornecer previsões e interpretações para acontecimentos que envolvem um país inteiro (e, às vezes, o mundo inteiro).

Do ponto de vista do homem da antiguidade, medieval e até renascentista, isso era o mesmo que prever o futuro de seu rei, já que se o rei estava bem, o país estava bem. Com o passar do tempo e com o surgimento das repúblicas, o foco deslocou-se do dirigente para o Estado, calculando-se a data de nascimento do Estado como o dia em que ele foi considerado uma Nação e o local de nascimento, o da sua Capital atual (há quem questione esta escolha, pois, o Brasil, por exemplo teve três capitais e o ato que o tornou uma nação separada de Portugal foi feito em São Paulo).

E o Mundo?

12_houses_of_heaven

 

Não há data de nascimento, muito menos um local. Entretanto há astrólogos que arriscam fazer previsões para o mundo inteiro.

Há várias maneiras de fazer isso. Uma delas é considerar o mapa natal de alguns países de proa (como, por exemplo, os EUA, a Alemanha, a China, a Rússia e, para puxar sardinha por nosso lado, o Brasil) e também de alguns dirigentes influentes, como Angela Merkel.

Outra é considerar o planeta regente do ano. O Ano de 2015 foi regido por Marte e o de 2016 será pelo Sol

Uma outra ainda é considerar os ciclos planetários dos planetas com ciclos mais longos, a partir de Júpiter, que tem um ciclo de 12 anos, ficando aproximadamente um ano em cada signo.

Saturno, tem um ciclo de 28 a 30 anos, ficando pouco mais de 2 anos em cada signo.

Quíron que tem uma órbita irregular de mais ou menos 50 anos, ficando em média 4 anos em cada signo.

A partir de Urano, os planetas têm ciclos maiores que a vida de uma pessoa e são chamados de planetas geracionais.

Urano tem um ciclo de 84 anos, ficando 7 anos em cada signo e é 7 vezes maior que o ciclo de Júpiter. Dificilmente uma pessoa conseguiria passar por um ciclo completo de Urano.

Netuno tem um ciclo de 168 anos, ficando 14 anos em cada signo, sendo o dobro do ciclo de Urano.

Por fim Plutão, o mais lento de todos, com o ciclo de 248, ficando aproximadamente 21 anos em cada signo.

Escolhendo um mapa para trabalhar

A hora escolhida será 00:00 do dia 01/01/2016. Mas, e o local?

Teoricamente, como vamos lidar planetas de ciclos muito grande, qualquer lugar deveria servir.

Escolhi então Sydney na Austrália, por dois motivos: será um dos primeiros países a entrar no ano novo e está bem longe dos atuais acontecimentos que estão atingindo mundo, que envolvem o Estado Islâmico.

Sydney

A partir dos atentados que tivemos em Paris, fica fácil prever, com razoável acerto, até sem ser astrólogo, que as coisas não vão ficar fáceis na Europa e no Mundo.

Vou tentar fazer esta previsão a mais isenta possível, porém é difícil ignorar estes fatos. De alguma forma a leitura será contaminada pela leitura dos jornais e por preocupações pessoais. Por isso vou tentar tirar alguma coisa que não seja o óbvio desta leitura.

2016 Mapa 1

Plutão

Vamos começar a analisar os planetas a partir do mais lento: Plutão.

Plutão é o Planeta das Transformações e fica mais ou menos 21 anos em cada signo e atualmente está mais ou menos na metade do signo de Capricórnio.

Plutão entrou em Capricórnio em 27/01/2008 e permanecerá até 21/01/2024, quando entrará no signo de Aquário.

A primeira coisa que devemos olhar é o mito de Plutão ou Hades, como Deus do Inferno. Hades rege o mundo dos mortos do qual ninguém escapa, nem mesmo os próprios deuses. Seu poder é imenso, mas ninguém quer estar em seu lugar.

Plutao Deus Romano

Aparentado com a Morte (às vezes se confundindo com ela) ele tem o poder de destruir o antigo para o que novo surja. Quase sempre isto não é feito de forma pacífica: é preciso destruir primeiro para construir depois.

Capricórnio é um signo de Terra, avesso a mudanças, mas Plutão as traz, quer se queira ou não.

A maioria dos astrólogos aponta Plutão como o responsável pelas crises que estamos vivendo desde 2008, pela primavera árabe, pelas manifestações populares e pelo surgimento do Estado Islâmico.

Já temos um elemento: mudanças violentas de estruturas arcaicas continuarão ocorrendo.

Devemos lembrar que Plutão não tem lado. Sua influência pode atingir tanto países árabes com culturas tradicionalistas como as estruturas políticas do Ocidente laico ou cristão. Ou ainda a China, com a sua postura ambígua em relação ao capitalismo.

Aspectos de Plutão

A maioria dos aspectos são independentes da posição geográfica em que se analisa. Então podemos analisá-los como se um ponto geográfico representasse o planeta inteiro.

2016 Mapa 2 - Aspectos de Plutao

O Sol está muito próximo de Plutão (6º de distância), quase em conjunção. Isso vai correr por volta do dia seis de Janeiro. Podemos pensar em uma conjunção próxima, que vai afetar muita coisa, graças ao poder de Plutão.

O Sol na Astrologia Mundana representa o Governante ou o poder instituído. Quem está no poder, que se cuide. Não será um ano muito fácil. Há possibilidade de quedas de governantes, golpes de Estado e até morte de algum líder mundialmente influente.

A nível individual, o Sol representa nosso Eu. Plutão é o signo das mudanças. Prepare-se que você vai ser sacudido de várias maneiras, fazendo-o questionar seus valores há muito arraigados.

O povo é representado pela Lua e ela está em trígono com Plutão. O trígono é um aspecto positivo, mas nada é fácil com Plutão.

Plutão, por sua ação transformadora, talvez realize o que o povo quer, por exemplo a queda de um governante, mas cobrará maturidade. Somos como um cachorro que corre latindo atrás de um carro. Plutão fará o carro parar. E nós, o que faremos?

O próximo aspecto nos dará uma resposta.

Plutão está em quadratura com Urano. Urano é o planeta das revoluções e das revoltas. Isso indica um crescimento deste tipo de ação. E como Plutão está em Capricórnio e desenhando uma conjunção com o Sol, tudo indica que acontecerão revoltas que serão duramente reprimidas. As mudanças ocorrerão, mas, a que preço? E depois, uma lenta reconstrução sobre os escombros de uma vitória ou derrota (dependendo de que lado você está).

Plutão também está em quadratura com Lilith. Isso indica uma relação mórbida com o poder. Quem está no poder não quer largar o osso a qualquer custo. Quem está fora, o quer também a qualquer custo. O que restará?

Por fim, Plutão está em sextil com Quíron. Aspectos de Quíron com Plutão indicam fraqueza disfarçada com força. No cenário desenhado, ninguém vai querer parecer fraco.

Netuno

Netuno na mitologia rege os mares. Na simbologia junguiana os mares representam o Inconsciente e Netuno trabalha justamente nesta zona. Ele é o regente de Peixes e da Casa XII, a casa do Inconsciente.

neptuno

E Netuno está justamente em Peixes, em seu domicílio, o que lhe dá uma força extra. Ele está neste signo desde 2012 e permanecerá até 2025.

Na Astrologia Mundana, Netuno rege as ideologias e os recursos naturais líquidos, como água e petróleo.

O homem procura justificar seus atos a partir de algo fora dele e maior que ele. Algo que comporá seu sistema de crenças, um par de óculos a partir do qual enxerga a realidade, mas que, por vezes, se recusa a tirar. É o nível de consciência azul que mencionei no artigo A Matrix, a Caixa, Níveis de Consciência e o Estado Islâmico.

Manter seus óculos não parece uma boa coisa neste momento. Isso gerará ódio e radicalismos.

Por outro lado, a ideologia é o que dá esperanças a uma parcela significativa da população para superar uma situação adversa ou ter um modelo alternativo ao mundo em que se vive. Com a queda do muro de Berlim, a clássica divisão entre mundo capitalista e mundo comunista ruiu junto. O que acabou ocorrendo foi uma pulverização do pensamento de esquerda em várias frentes de luta por minorias e um crescimento de ideologias de direita no mundo todo, que nega justamente os direitos destas minorias. O Estado Islâmico acabou por formar uma nova divisão de lados. Os xiitas se tornaram símbolo de uma minoria oprimida ou de uma força destruidora, de acordo com o gosto do freguês, dando artificialmente sentido à pergunta “de que lado você está?”.

Netuno dará força a este viés. Entretanto, Netuno não tem lado e dará força também a genuínas filosofias vão além da simples caixa “xiitas versus ocidente”.

Aspectos de Netuno

2016 Mapa 3 - Aspectos de Netuno2

Marte e Netuno estão em trígono. Marte é conhecido como sendo o Deus da Guerra e no cenário atual ele receberá justificativas de Netuno para agir.

Há uma quadratura de Netuno com Vênus. Esta quadratura tem o significado claro de desilusão. A paixão que Vênus empresta à ideologia de Netuno será traída.

Há também uma outra Quadratura de Netuno com Saturno. Saturno procura trazer Netuno à realidade, às vezes de forma dura. A esperança montada é destruída de forma inequívoca e considerando que Saturno está quase em conjunção com Vênus (distante apenas 10º) podemos considerar quão grande será essa desilusão.

Por fim um trígono com o Sol. Isso indica a volta realidade. Netuno depois de desiludido, alcança o verdadeiro sentido do que é importante, tornando-se mais humanitário e menos apegado a uma ideologia limitante.

Urano

Urano na mitologia grega é o Céu, esposo de Gaia, a Terra. Ele é um deus ciumento, que devorava os próprios filhos, até que Gaia, cansada dos abusos do marido, armou seu filho Cronos (Saturno) com uma foice. Numa luta com o pai, Cronos castra Urano e joga seu pênis decepado no mar. O semên de Urano gera Vênus.

Venus o nascimento da deusa 800

Urano na Astrologia Mundana é considerado o planeta das revoltas, regendo as revoluções tanto armadas, como as geradas pelo progresso (como a revolução industrial).

Ele está em Aries desde 2011 e permanecerá até 2019. Aries representa na astrologia Mundana os conflitos e a inciativa para ação.

Urano e Aries, no mapa que estamos traçando, só estão pondo mais lenha na fogueira. E trouxeram o fósforo. Serão eles que atirarão a primeira pedra.

Aspectos de Urano

Urano faz quadratura com Plutão, já analisada e também com o Sol.

Qualquer aspecto de Urano com o Sol traz mudanças repentinas. E o Sol corresponde ao Governante ou ao poder instituído. Mudanças ocorrerão, nem que seja de postura. Senhores governantes, preguem bem seus tapetes. Alguém vai tentar puxá-los.

Urano em trígono com Saturno. Isso implica um diálogo entre o velho e o novo. Essa troca de energias pode amenizar um pouco o conflito ou o reestabelecimento da paz, após seu término.

Há uma quadratura entre Lilith e Urano. Lilith significa a independência, o amor livre, a individualidade e contrasta contra a revolta globalizante de Urano. Lilith jamais servirá a uma ideologia que não esteja em consonância com seus valores internos. Está é uma atitude que surgirá e será reprimida durante o processo. Afinal, “de que lado você está?”. Se estivéssemos nos anos 70 seria a guerra do Vietnã e os Hippies.

Quíron

Na mitologia, Quíron é um Centauro filho de Saturno com uma ninfa. Para mais detalhes leia este artigo Quíron – O Curador Ferido 

Quiron pintura

Na astrologia Mundana ele ainda não tem um papel definido, mas podemos considerá-lo um intermediário entre Saturno e os planetas transsaturninos.

Quíron está em Peixes, desde fevereiro de 2011 e até março de 2019. Neste signo, Quíron se manifesta ora como vítima ora como salvador. Há falsos líderes levantando bandeiras. Visões distorcidas da realidade e fuga por meio de alienação ou drogas se tornarão comuns.

Aspectos de Quíron

2016 Mapa 5 - Aspectos de Quiron

Há uma oposição forte entre Quíron e uma conjunção Lua/Júpiter.

A Lua na Astrologia Mundana representa o povo e Júpiter representa a religião, a justiça e as relações internacionais. Uma conjunção Lua / Júpiter é positiva, indicando harmonia, o que parece entrar em contradição com a realidade que estamos vivendo. Porém lá está Quíron em oposição, trazendo o vitimismo, imaturidade em lidar com questões religiosas de outras culturas e a postura arrogante nas relações internacionais. Essa postura pode ser de qualquer país e nossa enquanto indivíduos.

A arrogância do salvador terá que dar lugar a legítima solidariedade. Por outro lado, o povo tem que arregaçar a mangas e aprender a não esperar pelo salvador da pátria.

Quíron também está em quadratura com Saturno. Este aspecto traz o medo da perda e a culpa pela falha. Saturno é visto como o Grande Julgador, com sua foice pronta para castigar.

Na astrologia mundana podemos pensar no filme Corações e Mentes, onde a Guerra do Vietnam é retratada do ponto de vista da culpa do povo americano, após o resultado catastrófico e a amarga derrota. Teremos outro Vietnam?

Saturno

Afresco-de-Chronos-deus-do-Tempo-Saturno-na-Sala-Meridiana.

Na mitologia Saturno ou Cronos é filho de Urano e o derrotou, porém adotou o mesmo comportamento do pai, ao devorar os próprios filhos. Reia, sua esposa, quando nasceu Zeus, deu uma pedra no seu lugar e Saturno a engoliu, pensando ser seu filho. A pedra provou-lhe um tremendo mal estar e ele vomitou todos os outros deuses que havia engolido. Zeus foi mais condescendente e apenas o expulsou. Cronos perdeu todos os seus poderes menos o do controle do tempo, representando aquele que colhe, ceifando o final da vida. A imagem da morte com uma foice é tirada de Cronos.

Na Astrologia Mundana, Saturno representa as influências conservadoras, o status quo a ser mantido e é justamente esta status quo que está sendo ameaçado hoje e o que está vindo destroná-lo é igualmente assustador. Podemos traçar um paralelo como a Queda do Império Romano, onde os chamados povos bárbaros destruíram o Império. Roma enquanto estado totalitário e escravizante era algo que precisava mudar, só que tudo que o Império construiu fui destruído junto.

Saturno entrou em Sagitário em dezembro de 2014 (teve um curto período retrógrado em Escorpião, que terminou em Setembro de 2015) e permanecerá até dezembro de 2017.

Saturno em Sagitário também volta perguntar “de que lado você está?” Só que aqui a pergunta está mais voltada para uma questão de fé ou filosofia: “em que você acredita?”. A guerra que está se desenhando tem por pano de fundo uma questão religiosa. A presença de Saturno nos faz rever nossos valores e crenças, por outro lado pode fazer nascer o fanatismo.

Trânsitos de Saturno

2016 Mapa 6 - Aspectos de Saturno

Quase todos os aspectos de Saturno já foram examinados, restando apenas um sextil com Lilith.

Saturno é o conservador por excelência e Lilith a rebelde por excelência. Liberdade versus contenção. Mesmo em aspectos positivos, como um sextil, Lilith trará tensão para Saturno. Talvez essa tensão seja necessária para tirar um pouco a seriedade de Saturno e deixar o seu fardo mais leve.

Se Lilith fosse um ser humano, devido a usa forte individualidade, não escolheria nenhum dos lados e serviria apenas a si própria.

Este pode ser um dos comportamentos presentes no ano de 2016. Talvez haja artistas que se preocupem em trazer alegria apesar de todo o conflito e mostrar o caminho da liberdade.

Júpiter

ZEUS

Júpiter ou Zeus é o Deus dos Deuses na mitologia Greco Romana. Astrologicamente é considerado o Grande Benéfico e é o portador da alegria e da juventude (a palavra “jovem” vem de Jove, um dos nomes pelos quais Júpiter é conhecido).

Na Astrologia Mundana rege a justiça, religiosidade e as relações internacionais. Considerando a atual situação, Júpiter terá bastante trabalho.

Júpiter está em Virgem desde 12/08/2015 e vai ficar até 09/09/2016, quando entrará em Libra.

Para azar nosso, Júpiter em Virgem está em detrimento, ou seja, está enfraquecido, apesar de estar em bom aspecto com a Lua. Isso significa entre outras coisas, que a generosidade de Júpiter está sufocada pela mesquinhes de Virgem. Ou seja, atos de nobreza, como recolher refugiados serão vistos como sinais de fraqueza.

Aspectos de Júpiter

2016 Mapa 7 - Aspectos de Jupiter

Dos aspectos de Júpiter falta verificar um trígono com Mercúrio.

Mercúrio é o mais veloz dos planetas e está associado às comunicações e aos transportes, que talvez favoreça Júpiter nestes aspectos. Líderes Jupiterianos, com a cabeça voltada para a paz encontraram eco nos meios de comunicação, sobretudo quando a paz se mostrar necessária.

Conclusão

A coisa realmente está feia.

O que fazer?

Eu acho fundamental pensar livremente, tentando escapar de amarras e armadilhas. Quando mais gente com pensamento livre, melhor. Isso não gerará eco nem no preconceito nem nos credos fundamentalistas.

O que não podemos é nos deixar levar e depois nos arrependermos, como fizemos no Vietnam ou acompanhar tudo pela CNN, esquecendo que as bombas matam pessoas, como fizemos nas guerras do Golfo.

 

14

A Roda da Fortuna, o dinheiro e a Astrologia

Roda da Fortuna Astrologia

 

Em tempos de crise a preocupação com dinheiro é uma constante. E como prova disso, algumas pessoas me procuram para saber algo sobre a Roda da Fortuna na Astrologia e sobre como isso influência na questão da prosperidade.

A Rota ou Parte da Fortuna é uma das chamadas “partes árabes” da Astrologia. As partes são pontos calculados nos mapas a partir outros dois ou três pontos distintos. O árabes deram muita ênfase às partes por serem excelentes matemáticos e tudo que pudesse ser calculado era alvo de sua predileção. Entretanto uma pesquisa detalhada mostra que estas partes já eram conhecidas dos gregos e talvez muito antes. Ptolomeu as ignorou solenemente e cita apenas a Parte da Fortuna em sua obra máxima, o Tetrabiblos e, por esta razão, foram desprezadas pelos astrólogos medievais. Todavia os árabes as resgataram.

As principais partes são:

  • A Parte ou Roda da Fortuna ou ainda Parte da Lua ou Ascendente Lunar, envolvendo o Ascendente, a Lua e o Sol;
  • A Parte do Espírito ou Parte do Sol, envolvendo também o Sol, Lua e o Ascendente, numa ordem diferente da Roda da Fortuna;
  • A Parte dos Filhos, envolvendo Júpiter, Saturno e o Ascendente;
  • A Parte Pesada ou Parte de Saturno, envolvendo a Parte da Fortuna e Saturno;
  • A parte de Júpiter ou Parte da Vitória e Triunfo, envolvendo a envolvendo a Parte do Espírito e Júpiter;
  • A Parte de Marte ou Parte da Ousadia e Coragem, envolvendo a Parte da Fortuna e Marte;
  • A Parte de Vênus ou Parte do Amor e da Concórdia, envolvendo a Parte do Espírito e Vênus;
  • A Parte de Mercúrio ou da Necessidade, envolvendo a Parte da Fortuna e Mercúrio.

Árabe geometria astrologia

A Roda da Fortuna – seu significado

Quando analisamos a Parte da Fortuna, o paralelo com a Roda da Fortuna do Tarot é inevitável. Do mesmo modo que no Tarot, a palavra “fortuna” significa destino. Segundo alguns autores, ela simboliza o que podemos fazer com nosso corpo durante esta encarnação que estamos vivendo. Assim envolve saúde, habilidades e relacionamentos interpessoais, o que acaba se tornando “prosperidade”. Outros associam ao movimento de cíclico da vida: em cima, descendo, em baixo, subindo novamente. Entretanto, com o passar do tempo, o significado de “destino” prevaleceu no Tarot e de prosperidade” na Astrologia.

Se optar por ver como “prosperidade”, não esqueça que é uma roda, portanto é dinâmica.

Para interpretá-la deve-se verificar em que signo e em que casa ela está. Há controvérsias sobre se ela forma ou não aspectos. Do ponto de vista técnico as partes guardam grande semelhança com os aspectos, já que são calculadas a partir de posições do Ascendente e dos planetas. Para mim, não tem muito sentido considerar aspectos, embora seja muito interessante se a parte da Fortuna ou qualquer outra se sobrepuser a um planeta ou um ponto focal (como se fosse uma conjunção).

Calculando a Roda da Fortuna

Há controvérsias também no seu cálculo. Ptolomeu usava um processo extremamente complexo, porém, posteriormente, ele foi simplificado para um método que produz um resultado muito próximo ao malabarismo numérico de Ptolomeu.

Um outro ponto controverso é que as partes são calculadas de forma diferente para mapas noturnos e diurnos. Ptolomeu optou por não fazer diferenças, mas, ao que tudo indica, entre os astrólogos da antiguidade ele era um dos poucos pensar assim.

Um mapa diurno, é aquele em que o sol está na parte superior do mapa, corresponde grosso modo a um mapa onde a pessoa analisada nasceu durante o dia (após as seis da manhã até as seis da tarde, aproximadamente). E noturno, o oposto. Lembre-se de considerar o horário de verão e do local de nascimento da pessoa.

Nascimentos diurnos: Fortuna = Ascendente + Lua – Sol

Nascimentos noturnos: Fortuna = Ascendente + Sol – Lua

Os valores devem ser calculados de forma absoluta. Todavia normalmente a notação para designar uma posição planetária é relativa ao signo onde está o astro ou ponto focal.

Por exemplo, o Sol está em 17le34. Isso significa que o sol está no signo de libra, à 17 graus e 34 minutos do início do signo de Leão. Para obter o valor absoluto deve-se somar 30 graus por signo a partir de Áries, até o signo imediatamente anterior ao signo considerado, no caso, Gêmeos.

Assim teremos:

Áries+Touro+Gêmeos + Câncer + 17le34 = 30º + 30º + 30º + 30º + 17º34′ = 137º:34′

Para facilitar, veja a tabela:

Valor absoluto do início do signo

Signo

Somar

Signo

Somar

Áries

Libra

180º

Touro

30º

Escorpião

210º

Gêmeos

60º

Sagitário

240º

Câncer

90º

Capricórnio

270º

Leão

120º

Aquário

300º

Virgem

150º

Peixes

330º

 

Exemplo de cálculos

Tomemos o mapa a seguir:

Roda da Fortuna Diurno

Na tabela a seguir vemos o nome dos signos, seus glifos (representações gráficas) e suas abreviações. As abreviações são duas letras tiradas do nome latino do signo.

 

Signo

Glifo

Abreviação

Áries

a

ar

Touro

b

ta

Gêmeos

c

ge

Câncer

d

ca

Leão

e

le

Virgem

f

vi

Libra

g

li

Escorpião

h

sc

Sagitário

i

sa

Capricórnio

j

cp

Aquário

k

aq

Peixes

l

pi

O mapa é diurno. O Sol está a 25cp00, ou seja, 25º de Capricórnio. O Ascendente está a 9pi54, ou seja 9º 54′ de Peixes e a Lua está a 19sc04, ou seja 19º 04′ de Escorpião.

Fortuna = Ascendente + Lua – Sol

Fortuna = 9pi54 + 19sc04 – 25cp00

Em valores absolutos:

Fortuna = 339:54 + 229:04 – 295

Fortuna = 586:58 – 295

Fortuna = 273:58

A Roda da Fortuna vai estar em 273º58′, a partir de 0º de Áries. Para sabermos em que signo está, devemos dividir os graus por 30 (“tamanho” de cada signo). Os minutos serão considerados posteriormente.

Posição = 273 ÷ 30 = 9 com resto 3.

A roda da fortuna estará 3º58′ após o nono signo. Ou em 3º58′ do décimo signo. O décimo signo é Capricórnio. Então, está em 3cp58.

Abaixo vemos o mapa com a roda da fortuna posicionada.

Roda da Fortuna Diurno 2

Agora um mapa noturno.

Neste mapa, temos o Ascendente em 21 ta 55, o Sol em 23 vi 48 e a Lua em 27 pi 16. Em valores absolutos.

Roda da Fortuna Noturno

Asc = 51º55′; Sol = 173º40; a Lua = 357º16′

Para nascimentos noturnos: Fortuna = Ascendente + Sol – Lua

Fortuna = 51º55′ + 173º40 – 357º16′

Fortuna = 224º95′ – 357º16′

Observe duas coisas. Primeiro a soma dos minutos é maior que 60. Tire 60 de 95 e some 1 à parcela dos graus.

Fortuna = 225º35′ – 357º16′

Note também que o valor da Lua é maior que a soma do Ascendente com Sol. Isso significa que o valor absoluto da Roda da Fortuna será negativo.

Fortuna = – 132º19′

Para corrigir some 360º ao resultado. Como temos minutos, deveremos proceder da seguinte forma:

Fortuna = 360º – 132º19′

Fortuna = 359º60′ – 132º19′

Fortuna = 227º41′

Que corresponderá a 17li41, ou 17º41 de Libra.

Roda da Fortuna Noturno2

Interpretando a Roda da Fortuna.

A Roda da Fortuna pode ser vista como algo que vem “dar uma força” à casa ou signo regente de uma casa onde ela se instala, como se fosse um vento benfazejo.

A Tabela a seguir mostra uma relação das interpretações das casa e dos signos.

Roda  da Fortuna

Casa

Interpretação

Signo

Interpretação

I
Personalidade
Conquistas pessoais
que destacam o indivíduo perante a sociedade.
Áries
Positivo: Pessoa com poder e iniciativa. Faz primeiro e vê o resultado depois.
Acumula experiência e não se dobra diante do
fracasso.
Negativo: Pessoa que se arrisca demais e não
dá o braço a torcer, mesmo diante de evidências
contrárias.
II
Posses
Valores pessoais em
jogo. Talentos diversos em evidência.
Touro
Positivo: Pessoa com paciência e determinação. Acredita que devagar se vai ao longe.
Negativo: Pessoa com baixa iniciativa.
Às vezes coloca a perfeição (exagerada) na
frente dos prazos. Lento para mudar de rumo
III
Comunicação
Pensamento abstrato e
comunicação elaborada. Filosofia e sabedoria em
alta.
Gêmeos
Positivo: Pessoa intelectualizada, um filósofo. Busca realizações no conhecimento. Questionadora.
Negativo: Confusão mental. Questionamento sem base. Revolta vazia.
IV
O Lar
Realização
voltada para a família ou sua extensão (a Nação,
por exemplo)
Câncer
Positivo: Pessoa voltada para a família.
Negativo: Auto sacrifício exagerado. Não consegue olhar para si mesmo.
V
Prazer/Criatividade/Filhos
Criatividade
favorecida. Obras de Arte como fonte de renda. Prazer na atividade
que lhe traz a prosperidade (faz o que gosta e ainda ganha
dinheiro).
Leão
Positivo: Pessoa com
talento artístico. Estilo próprio para criar coisas.
Gosta de luzes sobre ele(a).
Negativo: Arrogância.
Má avaliação de suas próprias
condições o que o leva a ver um brilho que não
tem.
VI
Trabalho / Saúde
Trabalho diligente e
constante, sem sobressaltos. Boa saúde
Virgem
Positivo: Pessoa trabalhadora, sistemática e ordeira. Grande capacidade de organização.
Negativo: Falta de imaginação. Preso a regras, às vezes que ele mesmo cria.
VII
Contratos / Sociedade / Casamento
Consegue atrair os
parceiros ideais para os negócios. Possível
casamento por interesse.
Libra
Positivo: Pessoa que trabalha com harmonia. Equilibrada.
Negativo: Pessoa que pondera muito.
VIII
A posse dos outros
O dinheiro pode vir de
uma herança, ou de outras pessoas (isso pode significar
tanto investidores como caridade alheia)
Escorpião
Positivo: Pessoa que se lança apaixonadamente em um projeto.
Negativo: Depressão gerada pelo fracasso de uma tentativa.
IX
Sabedoria / Espiritualidade
Desapego material.
Sagitário
Positivo: Pessoa com visão ampla dos projetos. Capacidade de ver muitos lados da questão pelo ótica mais humana.
Negativo: Generosidade em excesso.
X
Realização / Carreira
Favorece o crescimento
na carreira
Capricórnio
Positivo: Pessoa com bom controle sobre as finanças.
Negativo: Avareza
XI
Amigos / Grupos / Organizações
Dinheiro pode vir por
meio de associações, no estilo de fundos mútuos,
sindicatos, associações de investidores, onde a
pessoa é um dos membros.
Aquário
Positivo: Pessoa capaz
de fazer grandes realizações pela humanidade.
Negativo: Avaliações irrealística
dos recursos necessários. Incapaz de perceber intenções
ocultas de seus associados.
XII
Inconsciente
Legado para gerações
futuras
Peixes
Positivo: Pessoa capaz de ver a necessidade dos outros a manipular recursos para resolvê-la.
Negativo: Generosidade em excesso.

Os Quatro Elementos e suas Qualidades na Astrologia

astrologia3

Sabemos que a Ciência demonstrou que existem 92 elementos na natureza, e mais alguns deles criados artificialmente.

Então, porque continuar a falar em quatro elementos?

Os conceitos da Astrologia e de outras ciências esotéricas trabalham com o simbólico e se baseiam em uma tradição. Apesar da física e da química terem evoluído, ao longo dos séculos, o simbolismo permanece.

Os elementos tradicionais são: Terra, Água, Ar e Fogo. Se você observar, vai notar que correspondem aos quatro estados da matéria: sólido, líquido, gasoso e plasma. Não está tão longe assim da física moderna.

Os elementos também estão relacionados com as funções básicas da personalidade:

  • Fogo: a criatividade
  • Terra: as sensações físicas
  • Ar: o pensamento
  • Água: os sentimentos

Alguns autores associam o fogo à intuição, como a capacidade de antecipar o futuro. Todavia, a intuição, como oriunda do inconsciente, pode se aproximar da água, onde eu acho conveniente classificar.

Os quatro elementos também podem ser associados aos quatro naipes dos arcanos menores do Tarot (de onde surgiu o baralho comum)

  • Fogo: Paus, que representa a criatividade e as relações sociais;
  • Terra: Ouros, que simboliza os bens materiais e as relações profissionais;
  • Ar: Espadas, que representa o ato de analisar. Analisar significa “cortar em pedaços”. Conta-se que Merlim, brandia uma espada no ar e o Jovem Arthur perguntou: “Mestre, o que está fazendo?”. Merlim respondeu: “Estou pensando”. Espadas também representa os conflitos;
  • Água: Copas, que representa os sentimentos e as relações interpessoais e amorosas. Por isso, no baralho comum é representado por um coração.

Na Astrologia os elementos são agrupados em Triplicidades, pois agregam três signos que formam um triângulo equilátero na roda dos signos.

Astrologia signos qualidades

Qualidades

Quanto às qualidades, os elementos podem ser cardinais, fixos e mutáveis e estão associados a cada quatro signos.

A palavra cardinal significa “de fundamental importância”, pois são os signos que marcam o início das estações do ano: Aries (primavera, no hemisfério norte e outono, no sul), Câncer (verão no norte, inverno no sul), Libra (outono no norte, primavera no sul) e Capricórnio (inverno no norte, verão no sul).

Também podem ser associados aos pontos cardeais, como se a rosa dos ventos girasse no sentido anti-horário, partindo do Leste (nascimento do Sol): Aries, correspondendo ao Leste; Câncer, Norte; Libra, Oeste; Capricórnio, Sul. Perceba as razões dos nomes dos trópicos: Câncer (Norte)e Capricórnio (Sul).

Estes signos podem ser classificados como angulares, como se estivessem nos cantos de um templo quadrado (é provável que na antiguidade tenham sido construídos templos assim, com os ângulos apontados para os pontos cardeais).

Um outro nome associado à qualidade dos signos cardinais é impulsividade, como se estivessem energizados, pronto para ação.

De um modo geral, os nativos de signos cardeias são centrados e expansionistas: a ação parte do interior para o exterior. Psicologicamente falando, são extrovertidos.

Por aqui se começa a interpretação astrológica das características dos signos. Assim os citados signos cardinais terão as seguintes características:

  • Positivas: capacidade de agir, energia, coragem, iniciativa e audácia.
  • Negativas: agir sem pensar, autoritarismo em excesso, arrogância, falta de foco (quer “abraçar o mundo com as pernas”), temeridade (arrisca demais)

A segunda qualidade é a estabilidade associada aos signos ditos fixos. Assim, na impulsividade um processo é iniciado e na estabilidade ele é mantido. O exemplo mas claro é com o elemento fogo: uma fogueira foi acesa (impulsividade) e agora, para manter as chamas, continuo colocando lenha (estabilidade).

Numa analogia com a agricultura (provável motivador da criação da Astrologia), o plantio foi iniciado na primavera e preciso cuidar da plantação.

De um modo geral, os nativos de signos estáveis são centrados na interior, são introspectivos e suas ações no mundo partem após reflexão, no sentido de manter ou dar continuidade a uma ação já iniciada.

Os signos associados a esta qualidade são: Touro, Leão, Escorpião e Aquário. E suas características são:

  • Positivas: capacidade de concentração, capacidade de realização, determinação e atitude reflexiva.
  • Negativas: insensibilidade, egoísmo, obstinação, lentidão, apatia, imobilidade.

Por fim, a mutabilidade, a qualidade dos signos mutáveis, que são Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes.

A ação foi iniciada, foi mantida pelo tempo necessário, agora é necessário encerrá-la ou transformá-la em outra atividade. O fogo mutável se transforma em brasa e depois em cinza, podendo em alguns momentos ser reavivado. A colheita já foi feita, os grãos armazenados e a terra terá que ser novamente arada. Isso num cenário ideal, porém, se houver uma calamidade, como seca ou chuva excessiva, a qualidade demutabilidade será essencial, ou seja a capacidade de se adaptar às mudanças do exterior ou a tomada de ações para gerar uma alternativa.

Os nativos de signos mutáveis podem ser tanto introvertidos como extrovertidos, dependendo das condições do ambiente ou interiores, ou do elemento a que estão associados (Fogo e Ar conduzem a extroversão e Terra e Água, à introspecção). Podem ser líderes situacionais: ficam quietos num canto até que começa um incêndio, por exemplo, quando sabem exatamente o que fazer e conduzem as pessoas à solução do problema ou são os primeiros a socorrer as vítimas.

As características são:

  • Positivas: percepção e sensibilidade do momento de mudança, flexibilidade e adaptação às novas necessidades, ação em busca de novos rumos.

  • Negativas: inconstância; alternativas de atividade e inércia, bem como de entusiasmo e depressão. Dualidade, muitas vezes confundida com ”duas caras” (na realidade, ambas as faces são verdadeiras, não há dissimulação).

Estas qualidades podem ser combinadas com cada um dos elementos e com as polaridades.

 

As qualidades

Quíron – O Curador Ferido

Chiron_instructs_young_Achilles_-_Ancient_Roman_fresco

A descoberta de Quíron no final dos anos 70 provocou várias reações entre os astrólogos. Alguns rapidamente começaram a calcular suas efemérides e estabelecer interpretações enquanto outros ficaram com o pé atrás, inclusive algumas associações de classe.

Entretanto, a experiência de alguns astrólogos com suas interpretações têm mostrado que Quíron é útil, acrescentando um fator importante na análise do mapa natal.

O Quíron astronômico

Descoberto no dia primeiro de Novembro de 1977, pelo astrônomo americano Charles Kowal, Quíron é um pequeno planetóide – tem um diâmetro estimado em 160 km – com uma órbita extremamente irregular, se destacando por isso de outros objetos planetários semelhantes.

Localizado entre Saturno e Urano, leva aproximadamente 50 anos para completar sua órbita ao redor do sol às vezes cortando a órbita de Saturno, outras a de Urano e, eventualmente Júpiter.

Sua natureza é controversa. Em 1991, Quíron foi classificado como um cometa capturado, sem contudo haver consenso na comunidade astronômica. Alguns ainda o consideram um asteroide, similar aos encontrados entre a órbita de Marte e Júpiter.

ORBITA QUIRON

 

Quíron mitológico

Na mitologia ele é um centauro, filho de Cronos e Filira. Isso o diferencia dos outros centauros, filhos de Ixion e Nefele com uma nuvem que tomara a forma de Juno.

Cronos (Saturno) se metamorfoseou em cavalo para enganar Reia, sua esposa e poder se encontrar com Filira, que também se metamorfoseou em uma égua. Desta união nasceu Quíron, que foi rejeitado pelos pais.

Apolo apiedou-se dele e o educou, ensinando várias artes, Música, Arqueria, Medicina e outras. Isso o diferenciou dos outros centauros que eram seres embrutecidos, usados para representar o desejo sexual violento (foi assim que foram gerados, já que a intenção de Ixion era estuprar Juno).

Quiron pintura

Quíron rejeitava a sua parte animal, assim como os da sua espécie e passou a viver isolado. Tornou-se mentor de vários heróis, transmitindo tudo o que sabia, entre eles, Hércules. Este herói, após ter matado a Hidra de Lerna, mergulhou suas flechas no sangue do monstro, para servir de veneno. Acidentalmente, feriu seu mestre em uma de suas patas. Quíron não morreu e passou a sofrer para sempre dores horríveis de uma ferida que não fechava e tinha um odor fétido, tornando-se “O Curador Ferido”, capaz de entender e curar o sofrimento alheio, pela dor que sente, mas incapaz de curar a si mesmo, o estigma de todos os terapeutas.

Simbolicamente é interessante notar que Quíron negava sua parte animal, desenvolvendo o intelecto e habilidades humanas, mas nela que foi ferido, partindo dali a dor e o odor desagradável. Isso pode ser entendido como uma relação conflituosa com a Sombra, a parte que negamos de nós mesmo, mas que insiste em se mostrar da pior maneira possível.

Quíron Astrológico

quiron chavePor causa de sua posição e sua órbita irregular, fez com que os astrólogos pensassem nele como um intermediário entre Saturno e os planetas transaturninos, exercendo um papel de mediador. Apesar das dúvidas sobre sua natureza astronômica, astrologicamente ele se comporta com um planeta, desbancando alguns asteroides maiores que ele.

O glifo escolhido é uma chave, como se ele fosse uma chave para abertura para os planetas exteriores, ou para o universo após Saturno.

Além disso, Quíron passou a representar o curador ferido, revelando áreas em que nos sacrificamos pelos outros, mas não damos atenção a nós mesmos.

É interessante observar que Quíron é representado também pela constelação de Sagitário. Nesta constelação, que deu origem ao signo de mesmo nome, estão representadas as características de Quíron antes de ser ferido, em especial sua habilidade de arqueiro.

São lados oposto do mesmo ser: o orgulhoso arqueiro e o sofredor. Provavelmente por este motivo não se tornou regente de Sagitário, o que pareceria a primeira vista a escolha adequada.

Quíron nos signos

Quíron tem como características positivas: gentiliza, a atenção para com as pessoas e poder de cura. Como negativas: sofrimento exagerado, não consegue curar a si mesmo e está preso à dor.

Estas características interagirão com as características dos signos, das casas e dos aspectos planetários presentes no mapa natal ou de trânsitos.

Costuma-se atribuir as mesas características da presença de Quíron nas casas e no signo regente desta casa, por exemplo, estar na casa 1 ou em Áries tem mesma interpretação,como vemos na tabela a seguir.

 

Casas, Signos Regentes e Quíron

Casa

Signo
Regente

Frase
do Signo

Nome
da casa

Quíron

I

Áries

Eu sou

Ascendente

Dificuldade de expressão de sua própria personalidade

II

Touro

Eu tenho

Posses materiais

Não consegue ganhar dinheiro, embora ajude outros a ganhar.

III

Gêmeos

Eu penso

Comunicação

Incapaz de se expressar, mesmo quando tem algo a comunicar. Acha que a opinião dos outros é mais importante que a sua.

IV

Câncer

Eu sinto

Lar
e Família

Câncer está associado ao amor incondicional. Quíron trará
abnegação, auto sacrifício em prol do outro.

V

Leão

Eu quero

Talentos
e Diversão

Quíron é o palhaço triste. Faz os outros rirem, mas, no fundo, está
sofrendo.

VI

Virgem

Eu
analiso

Trabalho
e Saúde

O trabalho está associado à cura. Medicina ou outra associação com cura visto como sacerdócio.
Pessoa que vai trabalhar mesmo estando doente.

VII

Libra

Eu equilibro

Casamento
e sociedades em geral

Sacrificio para manter o casamento, mesmo com negação de si
mesmo. Tenta “segurar as pontas” sozinho de um negócio falido.

VIII

Escorpião

Eu desejo

Posse
dos outros, transformação, sexualidade

Sente pouco à votande com o que tem, por medo da inveja dos
outros. Generosidade em excesso. Na sexualidade pode ser um
voyeur.

IX

Sagitário

Eu compreendo

Espiritualidade,
Sabedoria, Conhecimento

O lado intelectual de Quíron. Esforço para alcançar status por meio do conhecimento, para esconder situação
que acredita ser inferior.

X

Capricórnio

Eu uso

Carreira

Na Carreira, Quíron pode indicar alguém capaz, mas que é invisível, sendo sempre ignorado em promoções.

XI

Aquário

Eu sei

Projetos
futuros / Amigos

Pessoa isolada e tímida ou que busca grupos e associações para compensar medo de ficar só. Projetos voltados à
“salvação” da humanidade, país ou
grupo.

XII

Peixes

Eu creio

O Inconsciente

Vitimização excessiva ou o oposto, desejo de salvar todo mundo, mesmo que isso o prejudique.

 

Uma entrada na Primavera bem agitada

mercury-carlone

Fenômenos climáticos, eclipse lunar, atividades solares cíclicas, e astrologicamente falando, a entrada de Saturno em Sagitário, Mercúrio retrógrado e um eclipse da Lua extremamente raro traçam o cenário perfeito para os caçadores de catástrofes.

A situação nacional e a mundial parecem confirmar previsões funestas. As atividades solares foram associadas a um tipo particular de onda, denominada “onda X” pelo Dr Simon Atkins, um meteorologista especializado em mudanças climáticas globais. Segundo ele, as radiações provindas do Sol afetariam os seres humanos, mudando padrões de comportamento e até um possível despertar de consciência.

dr_atkins

Normalmente estas irrupções de energia solar provocam problemas nas comunicações, afetando satélites, transmissões radiofônicas, televisivas e telefonia celular.

O primeiro fenômeno astrológico presente neste conturbado Setembro é Mercúrio retrógrado. O movimento retrógrado ocorre quando o movimento aparente do astro está em direção oposta à que ele normalmente segue. Na realidade nenhum planeta muda seu curso. É apenas a impressão que temos ao olhar o planeta a partir da Terra.

Coincidência ou não é justamente Mercúrio que rege as comunicações. Ele entrou em retrogradação no dia 17 de Setembro e vai ficar assim até dia 9 de Outubro. As ondas solares vão bagunçar as telecomunicações e Mercúrio retrógrado vai levar a fama.

Mercúrio retrógrado é bastante temido por quem tem um conhecimento superficial de astrologia. Como todo planeta retrógrado, as qualidades (boas e más) de Mercúrio estarão atenuadas. E como ele é o regente das comunicações, elas estarão perturbadas, quer fisicamente – problemas com transmissões radiofônicas ou televisiva e, aqui no Brasil, os Correios estão em greve – quer nos relacionamentos interpessoais (mal entendidos).

O segundo é a entrada do signo de Libra, no dia 23 de Setembro, marcado o início oficial da Primavera no hemisfério Sul (porém não é o que parece, pois estou escrevendo num dia que para todos os efeitos poderia ser um dia típico de Verão, aqui em São Paulo).

libra3

O trânsito solar por Libra tende a trazer equilíbrio, em especial nas relações interpessoais, já que Libra rege a casa 7, a casa das relações com os outros, e pode atenuar um pouco o efeito de Mercúrio retrógrado.

O terceiro é a reentrada de Saturno no signo de Sagitário, depois de um breve período retrógrado em Escorpião.

Saturno ficará em Sagitário até dezembro de 2017.

Saturno em Sagitário é o encontro de um velho sábio, mas rabugento, com um jovem impetuoso. Isso indica uma passagem nada tranquila, a não ser que seja o Mago Merlin educando o Jovem Arthur. Merlin como educador de Arthur se posicionava de forma a propiciar experiências que o levariam à maturidade. E é isso que Saturno fará. O jeito é aceitar a lição, pois resistir levará a uma derrota dolorida.

sagitario pergaminho

Por outro lado, quem pode estar mais forte é jovem impetuoso, capaz de ver além e disposto a mudar as velhas estruturas, como Zeus (vou usar o nome grego para não confundirmos com o planeta Júpiter), que derrotou Saturno (Cronos na Grécia).

Quem é você agora? Quem é a humanidade agora? Zeus ou o Jovem Arthur?

Ao olhar para o mundo em geral e para o Brasil de um modo particular, vemos a cara de Zeus. Isto não é necessariamente bom, pois encontramos a possibilidade de um golpe no Brasil – que pode ser trazer Saturno ao trono – ao Estado Islâmico, uma revolta iconoclasta sem medidas, trazendo um Zeus irado e destruidor.

 

merlin

Seria bom lembrar que estamos aproximadamente na metade do trânsito de Plutão em Capricórnio e, na última vez que o planeta visitou este signo, tivemos a Revolução Francesa, onde literalmente decapitamos a realeza e colocamos no poder um Saturno que devora seus próprios filhos (o Reinado do Terror).

O quarto evento astrológico notável é o Eclipse Lunar que vai ocorrer em 27/09/2015 aproximadamente entre 23 e 24 horas, hora de Brasília.

Ele não é só um eclipse lunar: ele é um eclipse lunar com a Lua no perigeu, a distância mais próxima da Lua em relação à Terra. Essa lua é conhecida como superlua por ter um tamanho aparente em torno de 15% maior que o que vemos normalmente.

luadesangue

Astrologicamente, neste caso a Lua, além de sua oposição ao Sol vai estar em oposição a Lilith, a Lua Negra, que representa a lua em seu apogeu (distância maior entre a Lua e a Terra).

Normalmente os Eclipses, por serem um fenômeno astronômico notável, estão associados a grandes mudanças e este é duplamente notável. Ninguém conseguirá ignorar uma Lua enorme sendo encoberta pela sombra da Terra.

Olhando no mapa astral deste momento, vemos uma quantidade enorme de oposições e quadraturas, indicando um momento de grande tensão, ou seja mais lenha na fogueira de um momento já conturbado.

eclipse 27_09_2015

Uma análise rápida revela excesso de Cardinalidade e Mutabilidade, indicando muita inciativa, pouca consolidação e muita mudança de rumo.

Minha interpretação disso é que há lenha, gasolina e fósforo suficiente para acender a grande fogueira, mas uma vez acesa, apagará logo, deixando um rastro de caos e mágoa.

Do ponto de vista prático, evite tomada de decisões nos dias próximos ao eclipse (antes, durante e depois).

Há mais coisas a analisar neste mapa, como, por exemplo, a quadratura Sol e Plutão, o que indica uma postura de “se hay gobierno, estoy contra”, para o povo e “daqui não saio, daqui ninguém me tira”, para os governantes.

Aos operadores de Mesas radiônicas dispostos a trabalhar estas condições recomento em primeiro lugar desativar a retrogratividade de Mercúrio, o empoderando e, a seguir, ativar os aspectos positivos latentes de Libra.

Pode-se tentar desativar as quadraturas e oposições, porém nota-se que as forças atuante são bastante poderosas. Mas é possível pelo menos atenuar estes conflitos.

Por fim, esqueçam um pouco a Astrologia e vejam o espetáculo do Eclipse. Será um espetáculo único e vai valer a pena.

Os Planetas – Parte 2

planetas

 

No artigo anterior falamos sobre os planetas até Vênus. Hoje veremos o restante do sistema Solar.

Planetas Transicionais

Júpiter e Saturno são chamados de planetas transicionais terem ciclos planetários que percorrem um longo período da vida de um indivíduo.

Júpiter tem um ciclo de 12 anos seguirá os períodos evolutivos básicos: até os 12 anos, infância, dos 13 aos 24, adolescência, juventude, dos 25 té 36, idade adulta plena, 37 aos 48, maturidade e assim por diante. A cada ciclo de 12 anos há uma mudança significativa no amadurecimento do indivíduo.

Já Saturno tem um ciclo maior, de 29 anos e meio, marcando mudanças mais acentuadas: juventude, até os trinta anos (os anos do plantio); maturidade, dos 31 aos 60 anos (os anos da consolidação); velhice, dos 61 aos 90 (colheita).

 

JúpiterJupiter
A palavra jovialidade vem de Jove, um dos nomes de Júpiter e deu origem também à palavra “juventude”. Seria esse um dos aspectos de Júpiter, a alegria. Outro aspecto é a sabedoria. Se Júpiter fosse uma pessoa, seria aquele que sabe se divertir, mas é capaz de, quando necessário, ser circunspecto e pensativo. É o estudante que se diverte numa balada, mas também é capaz de passar uma noite em claro estudando para uma prova.

Ele rege o signo de Sagitário e sua casa natural é a nona casa, a da sabedoria ou da educação superior, portando esta associado à escolha da carreira do indivíduo, embora a regência da carreira em si ocorra na décima casa, a cargo de Saturno.

Na mitologia, Júpiter é o Deus dos deuses, o regente que governa os céus e a Terra e administra a justiça e o clima. Normalmente era associado aos raios que usava para castigar os pobres mortais.

jupiter_raio

SaturnoSaturno

Saturno está associado à carreira do indivíduo e também aos sucessos e infortúnios da vida. E entre os infortúnios está a morte. É um planeta difícil de interpretar e normalmente mexe com o emocional do astrólogo iniciante. Para contornar estas dificuldades, pode-se pensar em Saturno como o planeta que rege a colheita, tal qual o deus que lhe deu o nome. A saturnália, festa dedicada a ele, ocorria no solstício de inverno e acabou dando origem ao natal cristão.

Ele rege o signo de Capricórnio e décima casa, casa da carreira.

Na mitologia é o deus da Agricultura e também do tempo, equivalendo Cronos. Derrotou Urano, seu pai e por usa vez foi destronado por Júpiter. Exilado na Terra, trouxe prosperidade na região que governou e segundo algumas lendas, ajudou a fundar Roma, tornado-se seu protetor.

 

Afresco-de-Chronos-deus-do-Tempo-Saturno-na-Sala-Meridiana.

Planetas Geracionais ou Transcedentais

Os planetas geracionais, transpessoais ou transcendentais são aqueles que tem um ciclo planetário e influenciam toda uma geração de pessoas, não somente os indivíduos. Como eles estão além de Saturno podem ser chamados também de transaturninos. Todos forma descobertos a partir do século XVII e não são considerados na Astrologia Medieval (ainda praticada hoje) ou da Antiguidade e demoram para integrar o cânone da Astrologia atual.

UranoUrano
Urano é o primeiro planeta do grupo geracional, com um ciclo planetário de 84 anos. Este ciclo pelo zodíaco percorrerá a totalidade da vida um indivíduo longevo.

Este planeta foi descoberto em 1781, às vésperas da revolução francesa (1789), e alguns anos depois da independência dos EUA (1776).

Na época a Astrologia estava em crise porque o Racionalismo era doutrina filosófica reinante e as Universidades já haviam separado a Astronomia da Astrologia e abandonaram o seu ensino.

O caráter de Urano foi associado às convulsões sociais da época e à própria crise de Astrologia. Ele seria o portador da inovação, do impulso e da independência. Ele rege as revoluções e muitos astrólogos associaram os atuais movimentos sociais que estão ocorrendo no mundo e no Brasil pela presença de Urano em Áries.

Ele rege o signo de Aquário, o signo das mudanças evolutivas. Sua casa natural é 11ª Casa, a casa dos projetos futuros e dos grupos e dos amigos.

Na Mitologia é o deus do Céu, gerado por Gaia (a Terra) que o tornou seu marido. Na mitologia ele era um deus ciumento que devorava os próprios filhos. Gaia escondeu seu filho Saturno, que derrotou o pai, castrando-o. Ao atirar os genitais do pai na Terra, Vênus foi gerada.

NetunoNetuno
O segundo planeta geracional é Netuno, com ciclo planetário de 165 anos, ou seja, leva mais de um século e meio para percorrer todo o zodíaco.

Descoberto em 1846, Netuno foi associado à criatividade, à fé, mas também à confusão e à ilusão. Ele seria o portador do misticismo, que ele tem de bom e de ruim: a capacidade de ver além da realidade e também o perigo de perder contato com ela. O vidente e o visionário. O xamã e o charlatão. O sábio e o louco. A fé redentora e o fanatismo. A esperança e a decepção.

Netuno rege o signo de Peixes e tem como casa natural a décima segunda, a Casa do Inconsciente.

Na mitologia é o deus dos mares (daí sua associação com o inconsciente), dos rios, dos lagos e dos cavalos.

neptuno

PlutaoPlutão
Plutão foi descoberto em 1932 e tem um clico planetário de duzentos e quarenta e oito anos.

Ele é considerado planeta das grandes mudanças, onde uma estrutura antiga é destruída para dar origem a uma nova. Também rege grandes catástrofes, mudanças políticas profundas, reestruturações de empresas muito grandes. Em suma, tudo que está fora do alcance das pessoas.

Apesar dele ser um planeta que opera em eventos que atingem um grande período de tempo, portanto muita gente simultaneamente, ele pode influenciar a vida de uma pessoa, quando os planetas pessoais (Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte) entram em aspectos com ele. Ele agirá sempre no sentido de causar grandes mudanças na vida da pessoa. Por exemplo, a perda de um emprego que a forçará a buscar novas oportunidades e mostrar seus talentos, coisa que não faria se estivesse empregado.

Neste momento, Plutão está em Capricórnio. Ele entrou em 2008 e ficará nele até 2024. Plutão em Capricórnio indica um período de grandes mudanças em estruturas que não mudam há muito tempo. Coincidência?

Ele rege o signo de Escorpião e a Oitava casa, a casa da transformação (nada mais apropriado), das associações e da sexualidade.

Na mitologia ele rege o reinos mortos. Para os gregos e romanos não havia o conceito de céu ou inferno. Os mortos iam todos pra o mesmo lugar, retratado como um lugar sombrio (aproximasse do conceito de Umbral). Plutão seria o regente deste mundo. Em algumas obras de ficção mais recentes (o Hércules da Disney, o novo Fúria de Titãs, por exemplo) ele é aproximado ao mal, numa tentativa de assemelhá-lo a Satã. Nada mais injusto! Embora se regente de um mundo sombrio e tenha sido opositor de outros deuses, cometido algumas maldades (por exemplo, raptado Perséfone), para os gregos e romanos não existe uma dualidade forte entre o bem o e o mal. Todos os deuses são capazes de fazer grandes atos de generosidade, como grandes maldades.

ALI169134

Os Planetas – parte 1


sol-e-planetas

Além dos Signos, um outro grupo de personagens que habita os céus e a Astrologia são os Planetas.

A astrologia adota o significado original da palavra planeta, que significa “errante”, usado em oposição às estrelas, que, em relação à esfera celeste, aparentemente estão “fixas”. Portanto, para a Astrologia, o Sol e a Lua são planetas, pois são errantes, ou seja, se movem no céu para um observador da Terra.

Para o astrólogo o que interessa são suas influências em relação às pessoas.

As estrelas e constelações seriam apenas pontos de referência para analisar-se os reais atores do drama celeste, os planetas. É inegável a influência do Sol sobre a Terra, pois rege as marés e sem ele a vida seria impossível. Também é inegável a influência sobre as pessoas: compare um dia de sol brilhante e um nublado, por exemplo. E a lua também. Veja o termo “lunático”, aplicado às pessoas mentalmente perturbadas, associada a uma possível agitação maior destas pessoas em determinadas fases da lua. Tratar estes dois astros como planetas é bastante pertinente quando pensamos em Astrologia. Fora do mapa astral, o astrólogo sabe que o Sol é uma estrela e a Lua o satélite da Terra.

Ao todo são dez planetas: a lua e o sol e os planetas, excluída a Terra, embora possam ser considerados nos mapas alguns asteroides maiores como Quíron e Sedna e posições especias da lua, como Lilith e os nódulos lunares, que tem influência nos mapas astrais como um planeta.

Os planetas são classificados em três grandes grupos, os planetas pessoais, que estão mais próximos e com ciclo orbital (giro em torno do sol ou seu caminho na esfera celeste) próximos a um ano. Dado o tempo curt0 deste ciclo são os que mais influenciam o nosso dia a dia, por isso são pessoais. São eles:

  • Sol, com ciclo orbital de um ano (na realidade, obviamente este é o ciclo orbital da Terra)

  • Lua, com ciclo orbital de 27,33 dias (na realidade o movimento de revolução em torno da Terra)

  • Mercúrio, 88 dias

  • Vênus, 225 dias

  • Marte, 688 anos (aproximadamente um ano e 11 meses)

O grupo de planetas seguintes é o transicional. O ciclo destes planetas envolvem períodos grandes na vida de um indivíduo, correspondendo a fases de sua vida (por exemplo, infância, adolescência, vida adulta). São eles:

  • Júpiter, 12 anos

  • Saturno, 29 anos e meio

Saturno Deus

O último grupo são os planetas geracionais, assim chamados por influenciarem ou mais gerações. inteira.

  • Urano 84 anos

  • Netuno 165 anos

  • Plutão 248 anos

Apesar de Plutão ter perdido seu status de planeta, ainda é considerado como tal pela Astrologia.

Os planetas geracionais foram descobertos após a invenção do telescópio e não estão presentes na astrologia da Antiguidade e da Idade Média. Devido a seus ciclo extremamente lento, a percepção de sua influência pela geração de pessoas que a vive não é clara. O estudo da História e da Sociologia nos dá uma visão de períodos mais logos e conseguimos hoje em dia olhar de fora as gerações passadas, nossa própria geração e a juventude e adolescência do momento presente. Costumamos dar nome a elas (às vezes pejorativos), baby boomers (pós guerra até anos 60), geração X (anos 60-70), geração Y (anos 80-90, ironicamente chamada de Geração Coca-Cola) e geração Z (pós anos 2000).

Ou movimentos sociais oriundos da juventude: hippies, punks, darks, new wave, clubers, góticos.

Ou ainda as artes: impressionismo, cubismo, pós modernidade etc.. que afetam um grupo grande de pessoas.

Cubismo - Violino com Uvas - Picasso

Cubismo – Violino com Uvas – Picasso

Cada um dos planetas representa um papel no drama astrológico desenhado no céu de cada um de nós. Os consideramos os principais atores.

Vamos ver agora qual é o script atribuído a cada um deles. Inicialmente, os planetas pessoais, que como vimos tem uma influência mais forte no nosso dia a dia.

O Sol

sol simboloDevido à sua importância como astro, o Sol designa o nosso signo de nascimento, a que chamamos de signo solar. Seria o signo onde naquele momento o sol estaria presente. Ele rege aquelas características básicas que lemos em livros de astrologia populares, que nos contam como cada signo é.

O sol rege o signo de Leão. Simbolicamente, Leão está associado ao poder, autoridade e liderança, por isso tem o Sol como seu regente. A casa natural do Sol é a quinta casa, que se refere às diversões e aos prazeres e também a criatividade. Culturalmente é muito fácil associar o Sol a estas características. Quem não gosta de um dia ensolarado? Como não comparar o brilho de uma ideia criativa ao brilho do próprio Sol?

Na mitologia grega, o Sol está associado a Apolo, simbolizando outras características associadas ao astro-rei: juventude e vitalidade. Apolo também governa as artes (em especial a música), a cura e a profecia. Sua presença em determinada leitura indica momentos ou situações onde a individualidade pode se manifestar, ou seja, onde a luz da pessoa pode brilhar, como no dia de seu próprio nascimento.

Lua

lua simboloA Lua está associada à noite e seus mistérios e também à constante mutação. Astro feminino por excelência, rege o ciclo menstrual da mulher e também vários outros ciclos, como as marés (em conjunto com o Sol). Há vários mitos que envolvem criaturas da noite influenciadas por ela merecendo destaque as bruxas e os lobisomens.

Convém aqui desde já desmistificar a imagem da bruxa como malévola, distorção provocada pelo cristianismo, que demonizou a sabedoria feminina. Creio que está mais do que na hora as religiões cristãs deixarem seu pedestal e respeitarem a sabedoria de religiões ditas “primitivas” que reconheciam o valor das mulheres.

Astrologicamente, a Lua rege a impulsividade que dá força à criatividade, à intuição, à emotividade. Rege o signo de Câncer (o signo da emotividade) e tem como casa natural a quarta casa, o lar.

Na mitologia Lua está associada a diversas divindades, por exemplo, Hécate, a Deusa com três faces, representando três aspectos da Lua: brilho máximo (Lua cheia), brilho mínimo (Lua Nova), brilho diminuído (crescente e minguante); Selene (ou Luna), a Deusa dos mistérios e Diana (ou Ártemis), a Deusa da caça e irmã gêmea de Apolo. O culto a Diana acabou suplantando o das outras divindades, assumindo também algumas das características das outras deusas. Isso trouxe um certo prejuízo: Diana e Selene eram muito similares em muitos aspectos, porém diferiam em um, em quase total oposição: a relação com a sexualidade. Diana era um virgem irredutível, que inclusive se vingava de homens que a desejavam. Selene por outro lado dava livre vazão a seus desejos sexuais, mais adequada à imagem de cúmplice dos amantes que fazemos da Lua hoje.

Mercúrio

mercurio simboloMercúrio está relacionado à mente, ao processo de pensamento e às comunicações, à magia e à iniciação. Rege dois signos: Gêmeos e Virgem. Suas casas naturais são a terceira, das comunicações e a sexta, do trabalho. Tem um ciclo planetário de 88 dias, fazendo com que seja o planeta mais veloz do céu. Por esta razão ele está associado ao deus Mercúrio ou Hermes, que era o mensageiro dos deuses, representado algumas vezes com asas nos pés, outras, com um capacete com asas, ou ainda, as duas. Esta velocidade também era associada à esperteza, a capacidade de pensar rápido e tirar proveito disso.

venus simboloVênus

Vênus é o planeta do amor, das relações afetivas e das posses. É considerado um planeta benéfico, sendo às vezes chamado de o pequeno benfeitor. Vênus simboliza o que a pessoa atrai para si e como se relaciona com os outros. Rege os signos de Touro e Libra e suas casas naturais são a segunda, dos ganhos e gastos e a sétima, das relações próximas.

Vênus ou Afrodite na mitologia é a Deusa da Beleza e representa o arquétipo feminino, reunindo em si todos os atributos associados ao sexo feminino: beleza física, sensualidade, desejo, fragilidade e as emoções do amor, do ciúme e da vaidade. Por isso o seu símbolo foi usado para designar o sexo feminino.

Estes atributos são oriundo de uma cultura milenar patriarcal e são apenas arquetípicos ou simbólicos.

Marte

marte simboloMarte está associado à energia voltada para a ação, o impulso, a motivação de fazer as coisas. Rege o signo de Áries e sua casa natural é primeira casa, a casa do Eu. Na mitologia Marte é o Deus da Guerra e representa a masculinidade arquetípica, sendo o seu símbolo usado para designar o sexo masculino. A força física, a determinação, a agressividade, a ausência de delicadeza, o uso de armas a inteligência estratégica estão associados a ele. Também as emoções de raiva e ódio.

Do ponto de vista feminista, Marte encarna o típico machista: musculoso, violento, irracional. Na mitologia grega, ele e sua irmã Atena, deusa da Justiça e da Sabedoria, tiveram uma briga literalmente homérica e Marte saiu derrotado. A descrição da briga, feita por Homero, parece cena de um filme de super heróis, com montanhas sendo destruídas e vales sendo escavados. Simbolicamente significa a vitória da Justiça sobre a Guerra.

Como lado positivo temos a inciativa, a coragem e a paixão. Na mitologia Marte foi amante de Vênus, ambos movidos por uma paixão ardente.

guillemot mars venus

Astrologia, oráculos, terapias: como alteram o “destino”?

Astrologia

Pratico vários oráculos há muito tempo. Comecei com o Tarot, passei pelo Lenormand (o baralho “cigano”), leitura de mão, I Ching, numerologia e astrologia. Acabei aprendendo terapias alternativas, começando pelo Reiki, florias e cura quântica e cheguei às mesas radiônicas.

Uma coisa que percebi nos consulentes (termo tomado da cartomancia) é que mesmo que a leitura fosse precisa, o que eles desejavam era uma interferência direta em suas vidas e esperavam isso do oráculo.

A postura do oraculista normalmente é a célebre frase “as cartas não mentem jamais” reforçando uma crença, mesmo no ateu mais renitente, de que o destino é imutável. Isso é particularmente notável na astrologia e na numerologia. Há quem a cada acontecimento importante da vida vá consultar o mapa astral para ver que influências astrais estavam presentes naquele momento, às vezes para justificar uma besteira que fez.

cartomante2

 

Então eu me perguntei: se existe influência astrológica, onde ela está?

Se nascemos com um mapa astral gravado o local mais provável é o DNA. Lembrei-me das 12 camadas do DNA, que tem sido difundidas no meio esotéricos pelos canalizadores da entidade Kryon. A primeira camada seria o DNA como a ciência oficial conhece e as outras estariam em níveis mais sutis.

Então o mapa astral estaria gravado numa destas camadas? Talvez.

Como operador da Mesa Cristalina, que desdobra o DNA em suas doze camadas pra desprogramá-lo e reprogramá-lo, percebi, que se eu estivesse certo, poderia agir para mudar parâmetros do mapa astral, simplesmente desprogramando aspectos negativos e positivos e resolvi experimentar, obtendo resultados positivos com esta abordagem.

Um outro “local” de armazenamento seria o Inconsciente Coletivo e isso explicaria algumas particularidades da Astrologia. Resolvi estudar a história da Astrologia e verifiquei que ela foi inventada por uma sociedade agrícola onde todos dependiam da terra, das estações e de fenômenos meteorológicos, alguns cíclicos, que podiam ser previstos observando-se primeiro o sol e a lua, depois os demais planetas (chamados assim por se moverem contra o céu estrelado, ao contrário das estrelas). Numa sociedade fortemente a agrícola, do rei ao camponês, todos dependiam de uma colheita fértil. Prever o que iria acontecer com a plantação determinava como todos viveriam.

Os signos então estariam vinculados às estações do ano, que mudariam a cada três signos. O primeiro, seria cardinal, que indicaria o início da estação, o segundo fixo (a estação em sua plenitude) e mutável, que indicaria o fim da estação já sentindo os efeitos da seguinte.

Os caráteres dos signos mudariam conforme a estação progredia. Áries é o iniciador, marcava o plantio, Touro a espera e o cuidado, Gêmeos, o que nota os primeiros sinais do verão.

Entretanto sou brasileiro e moro no hemisfério sul. Por que um ariano brasileiro seria igual a um ariano europeu?

Pensei então no inconsciente coletivo. Fomos colonizados por portugueses, que traziam séculos de história armazenados em seu inconsciente coletivo onde a Astrologia fazia parte.

astrologia santos da igreja

 

E lá está a Astrologia, junto com os arquétipos, os deuses de várias culturas, os santos da Igreja Católica, o simbolismo dos animais associados às estrelas e aos signos e o centésimo macaco.

Uma análise em profundidade de um mapa astral pode revelar quais arquétipos poderão estar presentes nos conflitos pessoais de uma pessoa e servir de base para uma consulta em qualquer terapia. Um bom ponto de partida.

Da mesma forma que alteramos o DNA em seus filamentos mais sutis, poderemos alterar o “destino” de alguém, desprogramando dados no seu inconsciente mais profundo, como propõe as terapias de vidas passadas, a análise junguiana, a psicanálise, homeostase quântica da essência e as mesas radiônicas.

Assim conseguiríamos de certa o que o consulente do início da explanação desejava, alterar sua realidade futura a partir de um oráculo. Não da forma mágica infantilizada “de que tudo vai ficar bem, do jeitinho que eu quero”, mas de uma forma em que o consulente (ou interagente, como se diz hoje) possa evoluir e libertar-se do seu “destino”, saindo de seus condicionamentos.